quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Isso não é (mais) um blog

Mudanças. Eu gosto delas. Preciso delas para respirar e continuar sorrindo.

O Gurias Agridoces nasceu, há pouco mais de dois anos, como um projeto em parceria com a Sara. A ideia era nos divertirmos escrevendo. E assim foi, até que a brubuleta precisou abrir mão do projeto e ele passou a ser meu. Durante o último ano, ainda cuidei com carinho, era meu espaço para escrever sobre as coisas bonitas que encontrei, sobre as inquietações, sobre as futilidades e qualquer outra ideia que tivesse vontade. Mas o seu tempo (como blog) acabou.

Por uma escolha por determinado direcionamento profissional e pessoal, ele adormece. Meu blog profissional está vindo aí e, além disso, colaboro em tantos outros projetos bacanas que suprem minhas nuances. O Gurias Agridoces, como blog, não faz mais sentido de ser.

O arquivo do blog está aí ao lado, permanecerá intocado. Em algum momento, eu posso mudar de ideia.

Ah, se quiser papear, é só enviar um e-mail, me chamar no Twitter ou no Facebook.

So long, and thanks for all the fish. :)

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Cineminha de quinta: Hope Springs

Ontem foi dia de cineminha com a Mi e o Gui. No mês passado, quando fomos assistir Woody Allen, nos prometemos assistir Hope Springs, aka Um divã para dois, que estreou esse mês nos cinemas. Pelo trailer, pensamos ser um filme divertido e leve, que nos garantiria algumas boas risadas e boas interpretações. Afinal, Meryl Streep, Tommy Lee Jones e Steve Carell no elenco prometem exatamente isso. E entregam quase isso.

Resguardados alguns momentos mais reflexivos, é um filme para sorrir e ver seus atores preferidos em cena, interpretando o cotidiano de um casamento de 31 anos se esgotando. Leve, sensível e sem exageros. Falando em exageros, foi surpreendente ver Carell sem caricaturas, quase careta. Mas eu gostei.

A melhor parte do filme? A plateia no cinema, quase toda composta por casais de todas as idades, se identificando com algumas sequências e comentando isso em alto e bom som.

Vale o ingresso, mas sem expectativas, por favor.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Vem aí a segunda edição do Tanara Cool

Você é apaixonado por moda, desfiles e tendências internacionais? Mostre o seu talento na segunda edição do concurso Tanara Cool.

A proposta deste concurso é que você coloque sua imaginação para funcionar e crie um sapato para uma coleção conceitual para a Tanara Brasil. Os trabalhos enviados ficarão em uma galeria para votação. Serão 4 ganhadores: os dois participantes mais votados e 2 que serão escolhidos por uma comissão da Tanara.

Prêmios: uma viagem com tudo pago para conhecer a fábrica da Tanara, em Nova Petrópolis/RS (uma cidade cheia de charme na serra gaúcha!) + um troféu com o calçado criado + 2 pares de sapatos da nova coleção da Tanara, que poderão ser escolhidos pelos vencedores.

Curtiu? Comece a pensar no seu sapato perfeito, crie e participe do Tanara Cool.

Para saber mais detalhes sobre o concurso, assista ao vídeo abaixo:

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Livro: 50 tons de cinza

Essa semana me rendi ao livro mais comentado das últimas semanas, 50 tons de cinza, de E. L. James, lançado no Brasil pela Intrínseca. Em dois dias, entre a curiosidade e a excitação, li as 480 páginas do primeiro livro da trilogia erótica.

Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian tem tudo - amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.

O romance como trama descrita acima não apresenta nada diferente de quaisquer outros livros do gênero mulherzinha (daqueles que viram filmes românticos). O texto de James é fluído, bem escritinho (o diminutivo aqui salienta o "nada demais" do texto da autora), mas não poderia ser comparada sequer à excelente Lionel Shriver, outra recente autora de sucesso. A estória não provoca quaisquer maiores reflexões.

Mas a latência sexual de 50 tons de cinza, essa sim, provoca. O romance sacia uma parcela de curiosidade acerca do BDSM e o estilo de vida das pessoas que o praticam. Eu tenho um fascínio e muita curiosidade muito particulares pelo tema e, nesse aspecto, o livro é lúdico, é envolvente e muito, muito excitante. Aliás, meu conselho é que seja lido em privacidade, porque é muito erótico.

No próximo mês chega ao Brasil o segundo livro da trilogia, 50 tons mais escuros e eu comprarei, com certeza, apenas para descobrir um pouco mais sobre os limites eróticos e românticos da estória, que encerra-se (?) com 50 tons de liberdade. Não espero mais do que isso.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Para Inspirar: Rainbow Bridge

Por um dia mais inspirado, mais iluminado e mais colorido.

Essa ponte em Taiwan é iluminada por um efeito em neon que, à noite, reflete as cores do arco-íris sobre a superfície das águas.

Um longo suspiro de prazer ao final de todos os dias. Belo!

[via fubiz]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...